A Medicina Ortomolecular feita da maneira certa!

segunda-feira, 27 de junho de 2016

Como aproveitar o melhor do coco para a saúde


Água, óleo, polpa e casca. Tudo pode ser aproveitado do coco. Os benefícios também são diversos: hidratação, rejuvenescimento, saciedade e até perda de peso! Confira abaixo quais são os benefícios de cada parte dessa fruta deliciosa:

Água

O líquido é rico em vitaminas e minerais como: magnésio e potássio. Possui ação diurética, retenção de líquidos e inchaço.

Polpa 

Fonte de energia rápida, pois apresenta muitas calorias. Importante na dieta de praticantes de atividade física, pois a polpa concentra um aporte maior de potássio (principal mineral perdido no suor) que participa da contração e relaxamento dos músculos.

Óleo 

Aumenta a saciedade, pois é rico em triglicerídeos de cadeia média– um tipo de gordura que, quando chega ao fígado, vira energia rapidamente e, por isso, não é acumulada na forma de gordura. Ou seja, reduzindo o apetite: contribui para a perda de peso. Diminui o colesterol ruim, o LDL, e aumenta o bom, o HDL, ajudando a proteger a saúde do coração.

Farinha 

Rica em fibras, também sacia e varre as toxinas para fora do organismo, favorecendo a dieta. Não contém glúten, podendo substituir parcialmente a farinha de trigo nas receitas de pães, bolos e tortas.



Fonte: Só Nutrição

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Nem toda gordura é ruim!

Se você foge de tudo que tem gordura deve repensar os seus atos na cozinha.Apesar de a maioria das gorduras serem realmente perigosas para a saúde, existem outras que são benéficas.Um ótimo exemplo é o Azeite.


Rico em gordura boa, o óleo pode ser consumido diariamente. Em quantidade moderada, o produto pode ajudar na redução do seu colesterol e na aceleração do seu metabolismo! Se puder arcar com um custo a mais, opte pela versão extra virgem e aproveite!


Foto: Divulgação internet

segunda-feira, 13 de junho de 2016

Engane a fome com ajuda das frutas


Nenhuma dieta saudável para emagrecer exclui as frutas, pelo contrário: você pode usá-las a seu favor para dar uma força no emagrecimento. Mas atenção, pois não são todas as frutas que vão te ajudar a controlar o peso. Com alto índice glicêmico e ricas em açúcar, algumas frutas podem sim boicotar sua dieta. Para não correr esse risco, você pode apostar nas melhores frutas para fazer parte do seu cardápio durante a dieta. Veja abaixo:
Pera: O alto teor de fibras contido na pera ajuda você a sentir maior sensação de saciedade, o que auxilia a perda de peso. A fruta também é rica em potássio, que ajuda a controlar o colesterol e faz bem ao coração.

Banana: Bananas são ricas em fibra e potássio, o que pode auxiliar na perda de peso. Ela é a única fruta rica em vitamina B6, ou seja, uma única porção tem mais de 30% da quantidade diária recomendada! Para quem não sabe, a vitamina B6 ajuda a aumentar a imunidade e ainda ajuda a reduzir o risco de doença cardíaca. 

Mirtilo: Com um dos mais altos níveis de antioxidantes, o mirtilo ajuda a combater os fatores que influenciam na síndrome metabólica, ou seja, contribui para o aumento a resistência à insulina e controle da hipertensão, obesidade e colesterol. De acordo com um estudo recente da Universidade da Mulher do Texas, eles também auxiliam a inibir o desenvolvimento de células de gordura no organismo.

Morango: Rico em antioxidantes que combatem a obesidade e fibras que saciam a fome, o morango ainda possui substâncias como a antocianina, que ajuda para o melhor funcionamento do sistema circulatório, melhorando a irrigação dos tecidos e ajudando na queima de gordura abdominal

Kiwi: As sementes pretas do kiwi são ricas em fibras insolúveis, que auxiliam a digestão. Ele também é rico em fibras solúveis, que promovem a saciedade. Aposte nele!

Fonte: Vila Mulher


segunda-feira, 6 de junho de 2016

Aprenda a fazer arroz light, com 50% das calorias


Sabia que é possível preparar um arroz com 50% menos calorias? Segundo cientistas da Faculdade de Química do Sri Lanka, não existe muito segredo para esta redução drástica. Basta ferver a água e cozinhar o arroz, simples assim! O pulo do gato está em trocar o óleo de soja comum na hora de refogar, pelo óleo de coco!

Antes de adicionar os grãos à panela, os pesquisadores colocam óleo de coco na água. A quantidade deve ser de 3% o peso do arroz a ser preparado. Depois de pronto, eles deixam o arroz na geladeira por 12h e por fim, requentam e servem.  Uma xícara de arroz cozido puro - sem contar outros ingredientes, como óleo e manteiga - tem cerca de 200 calorias. A maior parte delas vem do amido, que é processado pelo corpo em forma de açúcar e se torna gordura quando consumido em excesso. 

Segundo a revista Galileu, o que faz a diferença é que existem vários tipos de amido. Alguns são mais resistentes e, como demoram mais para serem processados pelo seu organismo, acabam sendo menos absorvidos e eliminados. O resultado é um menor armazenamento de gordura. A maneira de preparo de um alimento pode alterar a forma do amido. Isso pode transformar uma substância que seria facilmente absorvida pelo corpo em algo mais resistente. 

No caso do arroz, ele mudou ao receber um lipídio (o óleo de coco) antes de seu cozimento e ao ser resfriado logo após o processo. Incrível não é? Os estudiosos também foram capazes de reduzir as calorias do arroz menos saudável em 12% e do mais saudável (o Suduru Samba, um tipo de arroz asiático) em 50%. Que tal experimentar essa novidade?

Fonte: Vila Mulher