A Medicina Ortomolecular feita da maneira certa!

quarta-feira, 30 de março de 2016

Inclua a chia na sua alimentação


A semente da chia está na moda e atualmente é uma das mais indicadas para a complementação de diversas dietas. E essa pequena notável traz muitos benefícios para nosso corpo. As fibras presentes na semente causam a sensação de saciedade e auxiliam o funcionamento intestinal. Também possuem diversos nutrientes como cálcio, magnésio, manganês, fósforo, aminoácidos, polifenóis e o ômega 3.

A melhor forma de consumir a semente é por inteira, pois as fibras mucilaginosas estão na casca e no seu interior os nutrientes importantes como o, já falado, ômega 3, que oxida em contato com o ambiente caso triturado. Ela também possui compostos bioativos com forte ação antioxidante, combatendo a ação dos radicais livres que levam ao envelhecimento precoce e também resultam no desenvolvimento de algumas doenças.

A chia contribui com o controle do diabetes graças ao seu alto teor de fibras, que ajuda a melhorar a sensibilidade ao hormônio insulina, melhorando a glicemia pós refeição. As fibras tornam mais lenta a absorção dos açúcares pelo intestino, o que ajuda e muito a manter o açúcar no sangue controlado.

Apesar da forma mais nutritiva ser a utilização da semente por inteira, existem outras formas de consumo. A chia pode ser consumida, por exemplo, em forma de gel. Deixe uma colher de sopa da semente de molho em 60 ml de água durante aproximadamente 30 minutos. O ideal é consumir o gel assim que ele estiver formado.

Mas atenção, pois o consumo excessivo de chia pode levar ao aumento de peso e a constipação intestinal. Se a pessoa não beber água, a absorção dos minerais é retardada. São indicadas uma a duas colheres de sopa rasa ao dia, já que cada colher tem cerca de 60 a 80 calorias, o que equivale a uma fatia de pão.


Fonte: Webrun

Nenhum comentário:

Postar um comentário