A Medicina Ortomolecular feita da maneira certa!

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Acrescente a farinha de berinjela à sua alimentação



Estudos brasileiros mostraram que o consumo da farinha de berinjela contribui para a redução de peso e para a diminuição dos fatores de risco de doenças cardiovasculares. O alto teor de fibras causa uma sensação de saciedade por tempo prolongado e favorece a perda de peso.

No estudo, quem ingeriu a farinha a farinha de berinjela apresentou redução do excesso de gordura no abdômen, diminuição na concentração de ácido úrico no sangue e uma queda nos índices de triglicerídeos, colesterol total e LDL (gordura ruim).

A quantidade ideal para consumo diário ainda está sendo estudada, mas 14 gramas da farinha (4 colheres de sopa) já são suficientes para apresentar os resultados citados acima. Você pode utilizar a farinha polvilhada em cima das refeições.

Mesmo tendo seus benefícios comprovados, a farinha de berinjela consumida isoladamente não contribui para a perda de peso. Como todo alimento funcional, ela tem o poder de potencializar os efeitos de uma dieta balanceada e da prática regular de exercícios físicos, que são fundamentais para um corpo saudável.


Fonte: Toda Ela

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Combatendo inflamações com alimentos certos


Artrites, dermatites, sinusites e outras doenças terminadas em “ite” podem ser o resultado de uma rotina estressante e de uma dieta desequilibrada. Os alimentos certos podem funcionar como anti-inflamatórios naturais. Além de nutrir, estes alimentos contribuem para os processos fisiológicos e as respostas inflamatórias.

Quando nosso corpo sofre uma lesão na célula ou no tecido provocado por algum organismo estranho, a inflamação age como uma resposta do corpo a este invasor. E quando a ameaça é detectada, há um grande esforço por parte do nosso corpo para tentar achá-la e neutralizá-la o mais rápido possível.

Quando a ameaça é detectada, o local do corpo que a identificou sofre um aumento do fluxo de sangue, que circula espalhando as células protetoras. São esses “agentes do bem” que provocam inchaço, calor e vermelhidão na área onde se trava a batalha pela saúde. Sem saber, podemos estar consumindo que podem ser extremamente irritantes ao nosso organismo. As gorduras (saturadas), por exemplo, se apresentam como as maiores vilãs. Carnes gordurosas e queijos amarelos podem contribuir para o agravamento da inflamação e ainda provocar resistência à insulina.

Entre os alimentos que mais combatem as inflamações estão o chá-verde, o alho, a aveia, a cebola, as frutas e hortaliças e a soja. Aposte também nos ácidos graxos ômega-3, encontrados na semente de linhaça, no azeite de oliva extravirgem e nos peixes das águas frias. Enriqueça seu prato, fique longe dos produtos industrializados, aromatizados e invista em uma dieta rica em alimentos naturais. O resto, o seu corpo faz por você.


Fonte: Revista Viva Saúde

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Alimentos orgânicos: quais os benefícios e onde encontrar



Os benefícios dos alimentos orgânicos são incontáveis. Segundo o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), os alimentos de origem orgânica apresentam 63% a mais de cálcio, 73% a mais de ferro, 118% a mais de magnésio, 91% a mais de fósforo, 125% a mais de potássio e 60% a mais de zinco, todas as vitaminas essenciais para o desenvolvimento e a manutenção da saúde.

Além diminuir o risco de alergias, doenças cardiovasculares e até câncer, os alimentos orgânicos estão na dieta (e no prato) de quem está em dias com sua saúde. Os alimentos orgânicos (cultivados sem o uso de aditivos químicos) são aqueles alimentos de alta qualidade biológica, isentos de resíduos de substâncias nocivas à saúde humana e provenientes de sistemas agrícolas que se preocupam com a sustentabilidade econômica, ambiental, social e cultural.

Mas estes alimentos não são tão fáceis de achar. Aqui no meu blog, separei uma lista de lugares no Rio de Janeiro onde você pode encontrá-los: Lista de Lojas Alimentos Orgânicos – Rio de Janeiro.


 Fontes: Revista Viva Saúde; Instituto Nutra e Viva

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Tornando o sal seu aliado e combatendo o excesso de sódio


O sódio, muitas vezes, é tido como inimigo da saúde, principalmente para pessoas hipertensas. Entretanto, este sal pode evitar câimbras além de proteger o tônus muscular. Porém, o que acontece é que o consumo excessivo pode conduzir várias pessoas a doenças ligadas ao coração, e até um AVC. Hoje vamos entender porque esta substância é tida como vilã e como torná-la um aliado.

O sódio,  facilmente encontrado na água de côco e camarão, e possui um papel fundamental no organismo. Em interação com o potássio, a dupla garante o equilíbrio hidroelétrico do nosso corpo, fazendo dele um nutriente vital. Porém, muitos pacientes pecam pelo excesso, e, para o desconhecimento de muitos, é muito fácil exagerar na dose. Seu consumo diário não deve ultrapassar 2,8mg. Mas a armadilha é que o sódio não é encontrado apenas no saleiro: é utilizado demasiadamente como conservante e aromatizantes de produtos industrializados.

Ou seja, se você é fã do jeito americano de viver – comidas industrializadas, fast foods, refrigerantes etc -, é melhor tomar cuidado! Dados do IBGE apontam que os brasileiros já consomem o triplo da dose necessária por dia, o que acarreta problemas para pessoas idosas, hipertensas ou com doenças correlacionadas. Se você sente inchaço nas pernas, mãos e tornozelos, falta de ar, dores ao andar e está com a pressão sanguínea elevada, recomendo a visita a um médico. Estes são indicadores do excesso de sal no organismo.

Mas como não é fácil cortar todos estes alimentos da dieta de uma hora para outra, existem algumas dicas que podem ser uma mão na roda. Não economize nas frutas e verduras, e ao preparar os alimentos, use uma quantidade suficiente para dar o sabor, mas evite também consumo de pães, queijos embutidos, enlatados, além de retirar o saleiro da mesa. Banana prata, linhaça, suco de uva e iogurte desnatado são um dos alimentos que bloqueiam a ação do sódio, e são super bem vindos em uma dieta contra a hipertensão.

Fonte: Revista Viva Saúde

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

4 mitos (ou verdades) que podem arruinar sua dieta




Entrar em uma dieta requer coragem e força de vontade. Mas continuar nela requer muito mais esforço. Portanto, hoje vamos desvendar algumas "verdades" que podem acabar levando sua dieta por água abaixo.

1- Passar muita fome é a melhor maneira para emagrecer
Mito. Consumir calorias abaixo do esperado pode acabar sabotando seus planos de emagrecer de forma eficaz e duradoura. Quando você come muito pouco, seu organismo em vez de perder gordura, passa a estocá-la. Nos primeiros dias, você pode até emagrecer, mas em seguida seu metabolismo desacelera para as funções básicas. O resultado? Pneuzinhos que não vão embora jamais.


2- Uma salada bem incrementada é ótimo para continuar a dieta.

Mito. Dependendo dos ingredientes, o valor calórico de uma salada simples pode ser triplicado, sabia? Os molhos prontos também são uma armadilha: eles contêm óleo vegetal, que não faz bem à saúde. Cremes e queijos podem até incrementar a refeição, mas trazem sal e gordura em excesso, o que compromete a circulação sanguínea e a circunferência da cintura. “O melhor é temperar com limão, azeite de oliva extravirgem, ervas e iogurte desnatado. Sempre com moderação.”


3- Chocolate faz bem à saúde

Verdade. Como já falamos aqui no blog, está mesmo comprovado que consumir até 30 gramas diários de chocolate que tenha entre 60 e 70% de cacau traz benefícios à saúde, inclusive à circulação”. Ou seja, a versão amarga está liberada. Mas cuidado! Exagerar na dose pode trazer efeitos nem tão benéficos assim: rico em açúcar e gorduras saturadas, aumenta o nível de colesterol ruim. Então, um pedacinho do chocolate amargo está perfeito. Esqueça a versão ao leite!


4- Depois do treino, posso exagerar no prato

Depende. Mesmo quem malha ou faz algum esporte precisa controlar o nível de gordura. É natural estar faminto após uma intenso exercícios físicos, mas saiba escolher bem: Pão, arroz, batata e macarrão, combinados a uma fonte de proteína magra, como queijos, frango e iogurte, são o ideal”.  Uma colher de doce de leite light, logo após o treino, repõe as energias e faz os músculos crescerem!


E então, gostaram das dicas?

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Cogumelo shitake ajuda a perder peso e aumenta a imunidade


Utilizado há muito anos pelos povos orientais, o shitake vem ganhando o paladar ocidental graças à popularização da culinária japonesa. Esse cogumelo tem diversas propriedades nutricionais e terapêuticas, contribuindo para o fortalecimento do sistema imunológico e a manutenção dos tecidos musculares e dos ossos.

O shitake apresenta grande quantidade de proteína e fibras e poucas calorias, tornando-se um grande aliado da perda de peso. Inserir o cogumelo na dieta ajuda a secar os pneuzinhos indesejados e se baseia em trocar a carne de algumas refeições pelo alimento. Além de atuarem no emagrecimento, as fibras auxiliam na redução dos níveis de açúcar do sangue, função essencial para pessoas diabéticas.

Rico em ácido fólico, também conhecido como vitamina B9, o shitake consegue suprir a necessidade diária desta vitamina, fundamental para a manutenção da saúde. Na gravidez, esse nutriente garante a formação do tubo neural da criança e por isso seu consumo não pode ser deficiente. Quem deseja ter um bebê em um futuro próximo, deve acrescentar o cogumelo ao cardápio.

Se não bastassem esses benefícios, o shitake ainda apresenta uma substância chamada Lentinula (lentinan) que reforça o sistema imunológico e previne doenças degenerativas como o câncer, atuando, inclusive, na regressão de tumores já existentes.


Fonte: Bem Leve

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Alimentos diuréticos que ajudam a combater o inchaço


No verão, é normal que algumas pessoas sofram com o inchaço, que afeta principalmente as pernas e pés, mas também pode aparecer no abdome, bumbum e culote. Para eliminar a retenção de líquidos que o calor provoca, é essencial apostar nos alimentos diuréticos, que ajudam a eliminar o excesso de líquido do corpo.

Aposte:

  • Cenoura
  • Manjericão
  • Orégano
  • Morango
  • Limão
  • Chuchu
  • Beterraba
  • Berinjela
  • Pepino
  • Alcachofra
  • Salsa
  • Tomate
  • Repolho
  • Alface
  • Abacaxi
  • Maracujá
  • Melancia
  • Melão


Fonte: Ig Saúde

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Emagrecimento com inhame




Há duas boas justificativas para você começar a inserir o inhame na sua dieta: a primeira é que ele ajuda a variar o cardápio (já que muitas vezes é esquecido na alimentação do dia-a-dia). E a segunda é que o tubérculo, por si só, traz muitos benefícios, inclusive para o emagrecimento.

O inhame é um excelente substituto da batata e do arroz branco, pois fornece energia rápida sem provocar picos de glicose que levam à compulsão alimentar, ou seja, a vontade de comer mais. Além disso, ele é fonte de vitaminas do complexo B, fósforo, ferro e cálcio.

Para quem adora um detox, a dica: o inhame possui ação desintoxicante do organismo, além de reforçar a imunidade, auxiliando no combate a inflamações (você sabia que o acúmulo de gordura no corpo é um processo inflamatório?) e infecções.

Para prepara-lo é simples: se você acha o inhame muito “sem gosto”, experimente acrescenta-lo à sopa para engrossa-la (que tal uma sopa com inhame para o jantar?) ou use-o como acompanhamento à carne de panela, cozinhando junto.


Fonte: Revista Ana Maria Braga

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Substitua os lanchinhos por opções mais saudáveis



Durante o dia é normal sentir fome entre o café da manhã e o almoço, ou pela tarde. Nessa hora, a tendência é escolher lanchinhos rápidos, biscoitos e outras guloseimas que além de serem pobres em nutrientes, também garantem aquele susto na balança no fim do mês.

Os nutricionistas são enfáticos: devemos nos alimentar a cada 3 horas. Mas como se alimentar corretamente também durante essas refeições secundárias? A dica é optar pelos lanchinhos mais saudáveis. Veja a seguir quais são eles:

A pipoca, quem diria, é uma boa opção de salgadinho para o lanche. Estudos recentes comprovaram os benefícios do alimento, que têm o poder de proteger as células e prevenir doenças do coração e alguns tipos de câncer, além de possuir poucas calorias.

Mas atenção: prefira a pipoca feita na panela em vez da de microondas. Utilize uma colher rasa de óleo para estourar as pipocas. Para compensar o pouco óleo, use uma panela antiaderente, assim elas não correm o risco de queimar.

O chocolate amargo é a escolha certa para sobremesa. Ele contém antioxidantes, traz saciedade e ainda diminui o estresse e a pressão sanguínea. Consuma até 30 gramas por dia. As barrinhas de cereal também são bem vindas. Escolha as que contenham mais fibras e menos gordura.

Para quem não é fã de frutas, experimente substituí-las pelo suco integral. É mais gostoso e perfeito para substituir os refrigerantes e outras bebidas calóricas. O de frutas vermelhas, por exemplo, é rico em antioxidantes e é um antiinflamatório natural.

O iogurte natural também é uma boa opção de lanche. Rico em cálcio, ele pode ser consumido junto com cereais, como a quinua. Você sabia que o iogurte natural tem a capacidade de reduzir em até 50% a gordura corporal? Mas para isso acontecer ele deve ser consumido regularmente. Um potinho por dia é o suficiente.

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Aprenda a seguir sua dieta com apenas 4 dicas



A palavra dieta, por vezes, chega a assustar muita gente, principalmente se a meta for começar na segunda-feira. Entre promessas a si mesmo e seguir à risca as instruções do nutricionista, você acaba burlando alguma etapa da sua dieta. Hoje tenho algumas 4 dicas preciosas que vão ajudar você a salvar sua dieta e controlar seus impulsos.

- Cada refeição, sua importância
Pular uma refeição e achar que está escapando de umas calorias a mais, é um pensamento errôneo. Cada refeição deve ser respeitada. Anular ou esquivar-se de alguns itens do menu só pioram os resultados. Quando não nos alimentamos com o número (e quantidade) certo de refeições, nosso corpo vai sentir a falta de energia e, como consequência, acabamos comendo mais nas poucas refeições restantes.

- Contornando a vontade de comer um "docinho"
A dica para contornar aquela vontade de comer algo doce que, geralmente, vem depois do almoço é alimentar-se com itens que deem uma sensação de saciedade prolongada. Uma outra opção para burlar a vontade de doces são alimentos à base de leite que, além de fornecer a saciedade, não possui muitas calorias.

- Abuse da água
Consumir água ao decorrer do dia, beba bastante água. Além de diurética, este é um item essencial para sua dieta. O tempo em que o líquido fica no seu estômago fornece a desejada sensação de saciedade, evitando que você ceda às tentações de beliscar aqui ou ali.

- Vencendo a ansiedade
A ansiedade é um dos fatores mais prejudiciais à dieta. Pessoas ansiosas tendem a não fazer uma refeição completa, e por isso sentem-se sempre insaciadas. Logo, a dica é organizar sua refeição antes de pegar os talheres às mãos. Na hora de montar seu prato, observe se pôs todos os alimentos necessários para compor uma refeição balanceada.

Agora, com essas dicas, você está pronto para vencer qualquer dieta e alcançar seus objetivos.


Fonte: Corpo a Corpo

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Suco Laranja para o verão!


O verão está chegando e nada melhor do que apostar em sucos refrescantes para aguentar o calor. Mas você sabia que, além de gostosos, os sucos ainda podem te ajudar a ter mais disposição e ainda a conquistar aquele bronzeado dos sonhos?

Os alimentos que possuem a cor laranja também são ricos em betacaroteno, um antioxidante que reflete parcialmente os raios UVA e UVB do sol, ajuda a combater os radicais livres e sua oxidação garante o aspecto dourado à pele, bem como ajuda a fazer o bronzeado durar mais.

Além disso, alimentos laranja têm altas quantidades de vitamina C, que participa de várias reações das nossas células, como na preservação da vida útil dos glóbulos brancos (nossas células de defesa), do processo de fabricação do colágeno. A acerola, por exemplo, é a fruta mais rica em vitamina C. Pode apostar nela para turbinar seu suco! Confira uma receita abaixo:

INGREDIENTES
– meia cenoura;
– 1 laranja;
– meia xícara de acerola;
– meio copo de água de coco

MODO DE PREPARO: Bata todos os ingredientes no liquidificador. Adoce, se necessário, com mel ou açúcar demerara.


Fonte: Daqui Dali / Mulher

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Chás que te ajudam a emagrecer!



Na luta pelo peso ideal, toda dica saudável é bem vinda. Que tal inserir na sua rotina um chá? Escolha entre as opções abaixo, beba durante as refeições intermediárias (entre o café da manhã e o almoço, no lanche da tarde ou na ceia) e consiga uma ajudinha de peso!

Chá verde (Camellia sinensis)

Apesar de ser amarguinha, essa bebida ajuda a queimar calorias, inibe o estoque de gordura e ainda dá uma mãozinha para a digestão. Só não vale consumir mais de 1,5 litro por dia.

Cavalinha (Equisetum arvense)
De alto potencial diurético, essa erva é supereficiente no combate ao inchaço e à retenção de líquidos. O ideal é consumir 3 xícaras (600ml) da bebida por dia.

Chá branco (Camellia sinensis)
Ele é parente próximo do chá verde, uma vez que é feito a partir da mesma planta. A diferença está no processamento da bebida, que é feito com os brotos da erva e não sofre oxidação. Consuma até 2 xícaras (400ml) por dia.

Chá das 7 ervas

Bebida composta por espinheira-santa (Maytenus ilicifolia), chapéu-de-couro (Echinodorus macrophyllus), carqueja (Baccharis genistelloides), jurubeba (Solanuma paniculatum), abacateiro (Persea americana), cavalinha (Equisetum arvense) e bugre(Cordia salicifolia). Ela espanta a fome, é diurética e combate a gordurinha localizada. Tudo de bom!

Chá de flor de hibisco (Hibiscus sabdariffa)
Diurético, ele combate a retenção de líquidos e contribui para a melhora da celulite. Beba meio litro por dia.

Dente-de-leão (Taraxacum officinalis)
A prisão de ventre estará com os dias contados se depender dessa erva, que ainda é diurética. Consuma até 2 xícaras (400ml) diariamente.

Camomila (Matricaria recutita)
Ela combate o estresse, deixando você calminha, calminha. Como resultado, reduz o risco de você comer além da conta por pura ansiedade. Consuma até 4 xícaras (800ml) todos os dias.

Atenção: consulte um médico (em consultório) antes de consumir qualquer tipo de chá, uma vez que as ervas podem ter contraindicações.

Fonte: Shape