A Medicina Ortomolecular feita da maneira certa!

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Projeto verão! Alimentos para incluir e excluir da sua dieta


Quer chegar ao verão com medidas menores e corpo em forma? Então é hora de prestar atenção nos alimentos colocados no prato. Confira abaixo os alimentos que devem entrar no cardápio e os que devem sair dele para evitar o acúmulo de gordura, aumentar o ganho de massa magra e facilitar o emagrecimento.

O que excluir

Carboidratos simples (ou tudo o que é feito com farinha branca): Eles são absorvidos muito rápido pelo organismo em forma de açúcar e armazenados como reserva de gordura.

Doces: o excesso de açúcar provoca picos de glicemia, levando à compulsão por esses alimentos, que são supercalóricos. A consequência, claro, é aumento da gordura acumulada.

Bebida alcoólica: é bastante calórica (imagine, então, quando você ainda adiciona açúcar à caipirinha, por exemplo) e desacelera o metabolismo. Se consumida em excesso, também provoca inchaço.

Refrigerante: não tem valor nutricional e ainda leva corantes, conservantes e muito açúcar (uma lata chega a conter o equivalente a 10 colheres de chá). Durante o programa, a versão zero é liberada, mas com moderação, pois sódio, corantes e conservantes permanecem na receita.

Frituras: alimentos preparados com óleo (inclusive os vegetais) levam à inflamação do organismo, dificultando a absorção dos nutrientes. Mais: cada grama de óleo contém nove calorias. Um alimento frito chega a conter até 90 calorias só de óleo. Pior: essas são calorias sem nenhum benefício nutricional.

O que incluir

Carnes magras: pense em peixe, frango e cortes bovinos leves, como alcatra e maminha. A proteína é essencial para a construção do músculo e, além disso, sacia mais do que o carboidrato, pois demora a ser digerida. Quanto mais lenta a digestão, menos insulina é liberada no corpo e, assim, menos gordura é acumulada. Consuma dois filés pequenos por dia.

Laticínios com baixo teor de gordura: leite ou iogurte desnatado, queijos magros e requeijão zero são ricos em cálcio e proteínas, que mantêm o metabolismo ativo por mais tempo. Uma porção a cada três horas é suficiente. Um pote de iogurte desnatado corresponde a uma porção. Ou 2 fatias finas de queijo com baixo porcentual de gordura.

Carboidratos de baixo índice glicêmico: além dos carboidratos integrais, vá de maçã, batata-doce, cenoura e brócolis, por exemplo. São alimentos que demoram a virar gordura armazenada, fazendo com que o corpo consiga usá-los como fonte de energia por mais tempo. Consuma uma porção de qualquer um deles, de preferência nos horários em que você precisa de mais energia, como no café da manhã e antes do treino.

Chás verde e branco: eles são ricos em compostos antioxidantes e aceleram o metabolismo, elevando a queima de gordura. Beba 3 a 4 xícaras por dia do chá em sua forma natural.

Temperos: principalmente canela, gengibre e pimenta. Termogênicos, esses ingredientes aumentam o gasto energético em até 20%. Meia pimenta vermelha, 1 colher (chá) de gengibre ou 2 colheres (sobremesa)  de canela por dia.


Fonte: BDCI

Nenhum comentário:

Postar um comentário