A Medicina Ortomolecular feita da maneira certa!

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Batata-doce é fonte de energia e controla o apetite


Muita gente pode achar que qualquer tipo de batata é ruim para a dieta. Porém, isso não é verdade. A batata-doce é uma ótima opção para incluir no seu cardápio diário, principalmente se você está com tudo na malhação.

Além de gostosa, a batata-doce é rica em fibras que são importantes para a digestão, para a redução do colesterol e para o trânsito intestinal, sendo ainda uma ótima fonte de vitaminas e energia. Esse alimento (que é um tubérculo) é rico também em vitaminas C e E, do complexo B, cálcio, magnésio, ferro, fósforo, potássio e betacaroteno.

Entre todas essas qualidades, a batata-doce apresenta algumas que se destacam, como a sua capacidade de saciar o organismo por mais tempo. Isso porque o alimento contém carboidratos complexos de baixo índice glicêmico que, digeridos e absorvidos lentamente, estimulam pouco a liberação de insulina, reduzindo o risco de diabetes, obesidade e ainda ajudando no controle do apetite.

E são esses mesmos carboidratos de baixo índice glicêmico que fazem da batata-doce uma ótima fonte energética, que não causa aumento de insulina, portanto é uma boa fonte de alimento pré-treino. Elas também são ricas em potássio, que ajuda na prevenção câimbras.

Todos esses benefícios valem para os vários tipos de batata-doce encontrados no Brasil, que são quatro: a batata-branca (angola ou terra-nova), batata-amarela (a mais doce), batata-roxa e a batata-doce-avermelhada.

A batata-doce pode ser consumida por cerca de quatro vezes por semana com porções diárias máximas de 80 gramas, sendo mais indicado o consumo do alimento cozido. Cada 100g de batata-doce tem 116 calorias.

Fonte: Toda Ela


Nenhum comentário:

Postar um comentário