A Medicina Ortomolecular feita da maneira certa!

sexta-feira, 3 de maio de 2013

Queijo minas: entenda por que ele é o melhor para a sua saúde



O queijo minas traz mais benefícios que o queijo mussarela ou o prato, mas a regra só vale se o consumo for moderado. Veja as vantagens e desvantagens de cada um desses três tipos de queijo

Excelentes fontes de cálcio, proteínas e vitaminas, os queijos são fundamentais para a formação e a manutenção dos ossos. O minas frescal é a melhor opção porque contém menos gordura, colesterol e sódio. Porém, as vantagens são ofuscadas se houver exagero - coisa fácil de acontecer, já que a fatia costuma ser bem mais grossa do que a de mussarela e queijo prato.

Esses outros tipos, deve-se ressaltar, têm maior quantidade de cálcio, mineral que afasta o risco de osteoporose. Apesar de gordurosos, não é necessário bani-los da dieta. De acordo com a pirâmide alimentar, precisamos ingerir de três a cinco porções de leite ou derivados por dia. Se quiser apostar nos queijos para ajudar a suprir essa demanda, a dica é comer, no máximo, três fatias do minas frescal ou duas de mussarela ou prato. Porções mais do que adequadas para fazer um belo sanduíche.

Veja a comparação entre três tipos, minas frescal, mussarela e prato, segunda a tabela brasileira de composição de alimentos, da Unicamp.


1. Energia

Minas frescal - 9 cal
Mussarela - 11 cal
Prato - 14 cal

2. Proteínas

Prato - 22,7 g
Mussarela - 22,6 g
Minas frescal - 17,4 g

3. Lipídios

Minas frescal - 20,2 g
Mussarela - 25,2 g
Prato - 29,1 g

4. Colesterol

Minas frescal - 62 mg
Mussarela - 80 mg
Prato - 91 mg

5. Cálcio

Prato - 940 mg
Mussarela - 875 mg
Minas frescal - 579 mg

6. Sódio


Minas frescal - 31 mg
Mussarela - 580 mg
Prato - 581 mg

Placar

Minas frescal 4 x Prato 2 x Mussarela 0

Fonte: M de Mulher

Nenhum comentário:

Postar um comentário