A Medicina Ortomolecular feita da maneira certa!

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Saiba se você tem intolerância alimentar



Se estes sintomas se repetirem toda vez que você come algum alimento, pode ser indício de intolerância ou de alergia. É o seu caso? Consulte um médico!

- Gases
- Diarreia
- Aumento de secreção no nariz
- Dor de cabeça
- Dificuldade para respirar
- Inchaço abdominal
- Problemas digestivos

É mais comum ter intolerâncias a:

Lactose

A reação se manifesta quando o corpo tem deficiência na produção da enzima lactase, que digere a lactose (o açúcar do leite). Pode causar diarreia, gases, cólicas, dores de cabeça e aumento da secreção do nariz. O jeito é ficar longe de leite e derivados. Ou tomar, sob recomendação médica, lactase em cápsulas (importada).

Glúten

Quando o corpo entende que o glúten (proteína presente no trigo, malte, cevada e centeio) é um inimigo, ativa o sistema de defesa contra ele. As consequências da doença celíaca (como é chamado o problema) são diarreia, anemia e problemas digestivos. "O consumo do glúten por celíacos pode causar até câncer de intestino", alerta a nutricionista Priscilla Kakitsuka. A saída é conferir o rótulo dos alimentos antes de comprar.

Corantes e conservantes

Ao entrar em contato com esses aditivos, a defesa de quem tem intolerância a eles entra em ação. A pessoa tem sintomas como diarreia, cólicas e gases. Além dos corantes, as substâncias que causam mais estrago são aspartame, nitratos, nitritos e glutamato monossódico. A solução é não chegar perto deles.


Intolerância ou alergia?

Alergia alimentar

O organismo acha que uma substância é "invasora" e produz anticorpos contra ela, gerando um processo inflamatório. Amendoim e frutos do mar são alergênicos muito comuns.

Intolerância alimentar

Ocorre quando o corpo tem dificuldades para digerir alguma substância presente nos alimentos. Entre os principais vilões estão glúten, conservantes, corantes e lactose.

Você já ouviu falar em fenilcetonúria?

A fenilcetonúria é uma alteração genética que pode ser identificada pelo teste do pezinho. Ela impede que o organismo absorva o aminoácido fenilalanina, presente nas proteínas de vegetais (como feijão e arroz) e de animais (como leite - inclusive o materno - e seus derivados) e no adoçante de aspartame. Pode causar danos cerebrais irreversíveis se não for descoberta cedo. Por isso, é muito importante fazer o teste na maternidade. Acesse o site da Anvisa para saber quais são os alimentos que mais contêm a substância: http://abr.io/fenilcetonuria

Nenhum comentário:

Postar um comentário